Frases de Bob Marley

As melhores frases do rei do reggae

Frases de Bob Marley (versão texto)


- "Mais difícil a batalha, mais doce a vitória de Jah"

- "Eu não entendo o lado do homem negro, eu não entendo o lado do homem branco. Eu entendo o lado de Deus."

- "Você tem que ser alguém."

- "Os bons tempos de hoje, são os pensamentos tristes de amanhã."
A vida de Bob Marley

Quem foi Bob Marley?

Bob Marley criança

No dia 6 de fevereiro de 1945 nasce o menino Robert Nesta Marley, mais conhecido como Bob Marley, filho de Cedella Booker, uma garota negra de apenas dezoito anos, e do Capitão Norval Marley, um inglês branco de 50 anos de idade que por pressões familiares mal conheceu seu filho. Bob nasceu na cidade de Nine Mile, interior da Jamaica, mas passou sua juventude, anos de formação pessoal, nos guetos de Kingston, onde se voltou para a música.

Morar em uma favela tornou Bob, que só estudou até os dez anos de idade, uma pessoa consciente das desigualdades e problemas sociais enfrentados por sua comunidade. Através de suas canções se tornou a maior expressão do seu gênero, o reggae, voltando sua vida para a transmissão da paz e do amor. Influenciando toda uma geração com seu estilo repleto de conteúdo emocional.

Bob Marley e Rita Marley

Bob nunca se importou com a ausência de seu pai. Por está sempre viajando, Bob tentou ao máximo não ser ausente com seus filhos. Cedella Marley, filha biológica mais velha do cantor, relembra sempre os bons momentos que teve ao lado de seu pai: "Ele era um pai legal, o mais legal possível. Nunca levantava a voz para nós. Acho que, porque passava tanto tempo na estrada, quando não estava viajando era algo como temos quatro dias, o que vamos fazer? Vamos nos divertir!". Bob teve doze filhos, dois deles adotados, sendo quatro com sua esposa, Rita Marley. Cinco Marley's seguiram carreira musical, dando continuidade ao legado de seu pai. Damian Marley, o mais novo da prole, é o mais bem sucedido. Vencedor de três Grammy's em carreira solo e integrante da "Super Heavy", junto com nomes como Mick Jagger e Joss Stone.

Rei do Reggae

The Wailers

A criação do estereótipo do mito Bob Marley começa em 1962 com a gravação de um disco solo, não bem recebido pelo público. No ano seguinte Bob junta-se a Bunny Wailer e Peter Tosh, formando a "The Wailers", desfeita em três bem sucedidas carreiras solos.

Suas raízes no ska evoluíram para o reggae quando Marley casa-se com Rita Anderson convertendo-se ao rastafarianismo.

Rastafari

Os rastas formam uma religião voltada para a paz e a harmonia, incluindo a interação da consciência animal com a natureza, através do uso ritualístico da ganja (maconha). Fica claro em suas composições a influência de seu novo estilo de vida, em "One Drop" Bob afirma "[...] Mas leia isto na Revelação/ Que você achará sua redenção/ E então nos dê os ensinamentos de Sua Majestade /Nós não queremos nenhuma filosofia do mal [...]".

Rastafari

Os rastafaris afirmam que sua religião é a mistura do Judaismo com o Cristianismo. A partir do sincretismo uma série de leis de dieta e higiene foram formuladas com base nas duas religiões. Um Rasta não pode ingerir álcool, tabaco, qualquer tipo de carne (especialmente porco), assim como crustáceos, caracóis, espécies marinhas predadoras, e muitos temperos comuns, como o sal. Tudo que não fosse puro, natural ou limpo, seria proibido. Outro costume era o de nunca cortar ou pentear os cabelos e barbas.

Por conta de sua crença Bob deixou de amputar um dedo que havia infeccionado. Anos depois o ferimento se tornou canceroso e Bob viajou à Miami para ser batizado na igreja ortodoxa da Etiópia, na tetantiva de avançar no tratamento de sua doença.

A Causa da morte

Bob Marley

Bob, durante uma turnê pela Europa, enquanto jogava futebol em suas horas livres, machucou o pé. O machucado infeccionou e o médico sugeriu que ele amputasse o dedão. Mas Bob recusou a proposta com base em suas crenças rasta. A infecção não sarou , e segundo alguns médicos, acabou gerando um tumor que depois originaria câncer cerebral, descoberto três anos depois.

Em 1980, o câncer começou a se espalhar pelo corpo de Bob. Ele controlou a doença por oito meses, fazendo tratamento usando remédios naturais e não tóxicos que pareceu estabilizar a sua condição. Entretanto, repentinamente a luta começou a ficar mais difícil.

Sua Obra

Bob Marley cantando

Bob Marley morreu aos 36 anos, mas a sua lenda e sua obra permanece viva até hoje. Sua carreira segue com álbuns alcançando projeções internacionais e Marley atingindo o status de primeiro pop star do terceiro mundo. Sua morte, em 1981 não tirou de Bob o misticismo atrelado a sua personalidade, e sim o tornou mais popular e conhecido ao redor do mundo.

Em 1976, Bob foi a Inglaterra,conheceu o movimento punk, homenageando bandas como Sex Pistols e The Clash na canção "Punk Reggae Party". Na música "Stir It Up", uma das mais românticas, Bob a compôs na época em que estava morando com sua mãe nos E.U.A e sentindo saudades de Rita, sua mulher (que ficara na Jamaica). Em uma das estrofes da canção Bob parece sentir falta da Rita cozinheira, "Você vai me satisfazer quando eu estiver sedento?/ Virá me esfriar quando eu estiver fervendo?/ Sua receita, querida , é tão gostosa/ E você sabe como mexer sua panela".

"Trench Town", música bem popular entre os fãs de reggae e regravada por diversas bandas, era o nome da favela onde Bob morava. Ficava a oeste de Kingston, e era chamada assim, por ter sido construída sobre as antigas valas que serviam de esgoto à cidade. Foi em Trench Town que Bob percebeu o poder de transformação que a música possui. Em um dos trechos da música Bob afirma, "Nós viemos de Trench Town/ A maioria deles vem de Trench Town/ Nós podemos libertar pessoas com música".

Em "Redemption Song" (canção da redenção), Música que virou hino para fãs de reggae do mundo todo, apresenta um Bob Marley ativista social. Na canção, Bob sugere a libertação mental, " Liberte-se da escravidão mental, ninguém além de nós pode libertar nossas mentes".

Era focado no trabalho, com seu espírito empreendedor abriu uma gravadora, a Tuff Gong, que foi também seu apelido de infância, além de uma loja de discos. "Escrevia canções ao nosso redor, e isso também era divertido de ver. Era algo meio casual - ficávamos assistindo TV e ele ali, com seu violão.", relembra Cedella Marley. Ele era um perfeccionista - tudo tinha que ser perfeito, todos que trabalharam com Marley sabiam muito bem disso.

Frases de Bob Marley

Frases de Bob Marley

Um dos campeões de frases citadas em redes sociais, Bob Marley, é sempre lembrado como um dos maiores poetas da música contemporânea. Pesquise sobre o que o cara andou dizendo por aí, junte tudo e o resultado é bastante satisfatório. Cedella Marley cita uma das dezenas frases, quando perguntada sobre a influência do seu pai em sua vida. "Sua influência duradoura em mim? Ele disse algo com o qual eu não concordo 100 por cento: 'Se a minha vida é só para mim, então não quero (viver)'." - Bob aponta o egoísmo e a individualidade do ser humano , se você não é capaz de fazer algo que provoque mudanças, para que está vivendo? Bob em apenas 36 anos de vida provocou mudanças que perpetuam-se até os dias de hoje.

Documentário - Marley

Aproveitando as comemorações dos 50 anos de independência da Jamaica, seu filho mais ilustre ganha um documentário sobre sua vida, obra e influencia nos dias de hoje. O filme dirigido por um europeu, o escocês Kevin Macdonald (O último rei da Escócia), revela um Bob Marley por trás do status de rei do reggae, além de imagens inéditas e entrevistas o documentário aborda o lado militante de Marley.

A situação política de seu país, em processo de independência, fez de Bob e do The wailers porta vozes do seu tempo. O documentário foi exibido no festival de Berlim, cinemas e também no facebook, em abril deste ano. Macdonald conclui, "Para mim, Bob é realmente uma das grandes personalidades culturais do século XX. Não vejo que outro artista de música popular tenha tido um impacto tão duradouro quanto ele".